HIPERSENSIBILIDADE À PICADA DE PULGA EM FELINOS

Postado por Luciana Marchioro, Médica Veterinária Dermatóloga (especialização em Dermatologia Veterinária). Atua em Caxias do Sul.

Dentre as dermatopatias (doenças de pele) que acometem felinos, pode-se citar a dermatite alérgica à picada de pulgas ou saliva de pulgas (DAPP), ou tecnicamente, hipersensibilidade à picada de pulgas em felinos, patologia de extrema importância para fins de diagnóstico diferencial de outras patologia de pele.

Nesta patologia, a pulga é desencadeadora do processo, sendo a causa uma alergia, ou seja, uma deficiência genética no processo imune que gera uma resposta alérgica a saliva deste ectoparasita (pulga). É importante salientar que no gato alérgico não há necessidade de haver uma infestação exagerada de pulgas, uma única e solitária pulga e sua picada são suficientes para iniciar a crise alérgica com intensa coceira e várias lesões.

Em relação a faixa etária, é normal o seu aparecimento em qualquer fase da vida do animal, sendo mais comum na idade adulta entre 3 e 6 anos. Não há predisposição por sexo ou raça.

O quadro clínico se manifesta com prurido (coceira) intensa e lesões na pele como consequência. As lesões podem ser de várias maneiras, desde bolinhas pelo corpo, como falhas de pelos no abdomem,  pescoço, cabeça, também  erupções e crostas ao longo de toda extensão corporal, e inflamação e bolhas formando um “cordão”, sendo este um padrão dermatológico felino conhecido como dermatite miliar, e espessamento do lábio superior, sendo conhecido como  úlcera indolente, também padrão de outras patologias felinas.

Por tratar-se de uma doença de origem genética crônica, não apresenta cura, mas apresenta um fácil controle, sendo necessário o comprometimento do proprietário. O tratamento baseia-se em tirar o animal da crise alérgica, e o controle da doença está diretamente relacionado ao controle de pulgas no animal e no ambiente.

 Vale ressaltar que somente o médico veterinário tem condições de fazer a diferenciação clínica e se necessário com ajuda de exames adicionais, pois todas dermatopatias apresentam padrões lesionais bem parecidos, e até doenças sistêmicas podem apresentar lesões dermatológicas que aos leigos pode confundir.

2 responses to “HIPERSENSIBILIDADE À PICADA DE PULGA EM FELINOS

  1. Nilza Bernardes

    oi.
    Meu gato Chiquinho tem DAPP.
    Gostaria de tratar.
    Você conhece alguma veterinária especialista em dermatologia em Porto Alegre?

    • Oi, Nilza. Desculpa, só hoje vi teu comentário, deixei passar. Sim, em Porto Alegre tem o Dr. Rafael Ferreira que atende na UFRGS e em diversas clínicas, ele é dermatologista. E te recomendo tb as clínicas Clinica do Gato e Chatterie, que são exclusivas para gatos. Abraços

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s