GATOS CONQUISTAM BRASILEIROS E POPULAÇÃO CRESCE MAIS QUE DE CÃES

REPORTAGEM EXIBIDA NO PROGRAMA BOM DIA BRASIL EM 02/07/2012 MOSTRA O ESPAÇO QUE OS GATOS TEM NOS LARES BRASILEIROS HOJE. A POPULAÇÃO DE GATOS CRESCE 8% AO ANO NO BRASIL, ENQUANTO A DE CÃES CRESCE 4%!

CLIQUE NO LINK VEJA O VÍDEO NA ÍNTEGRA: GATOS CONQUISTAM BRASILEIROS E POPULAÇÃO CRESCE MAIS QUE DE CÃES

As pessoas estão trocando de melhor amigo. Os gatos estão conquistando corações. Eles se adaptam bem a apartamentos, não precisam passear com o dono e não fazem barulho. Por isso, a população de gatos domésticos tem crescido muito mais rapidamente que a de cães.

Os cachorros perdem espaço na ONG de animais abandonados. De cada dez bichos adotados, sete são gatos. Karla já escolheu um. Carrega as fotos dele no celular. Falta só convencer o marido: “Eu não quero porque tenho receio. Tenho cachorro. Sempre tive cachorro”, diz o marido Sérgio.

“Se a gente quiser viajar, a gente pode ir tranquilo. Deixa ele lá. Põe a comidinha dele ele fica, tranquilo. Se vira bem”, comenta Carla.

A bancária Cristina tem dois no apartamento: “Acho que cachorro é mais fácil de as pessoas se apaixonarem, porque automaticamente cachorro já conquista todo mundo. Enquanto que o gato a gente tem que conquistá-lo primeiro”.

Nos Estados Unidos, o número de gatos domésticos já supera o de cães. O Brasil segue o mesmo caminho. O número de casas com gatos de estimação é cada vez maior.

O mercado brasileiro de produtos para animais domésticos já percebeu essa tendência. Espera para este ano um crescimento maior da população de gatos do que de cachorros. Aí surge todo tipo de produto: ração específica, areia importada para o bichinho fazer xixi. Uma até mostra se existe algum problema na urina. Surgem também os brinquedinhos. Os arranhadores gigantes são os preferidos deles.

Claudia e Fabio gastam R$ 1,7 mil por mês com os gatos. São 14 espalhados pelo apartamento: “Ter três gatos no apartamento muita gente nem percebe e, às vezes, um cachorro o bloco inteiro reclama”, opina Fábio Rinaldi.

“É diferente. Ele é fiel também, companheiro, mas existe o momento dele. Então você tem de respeitar o momento dele e o seu momento. Você quer o carinho dele e ele não quer o seu colo. Então você tem de respeitar individualidade dele. Ele tem personalidade forte. É o momento dele. Mas o momento dele é muito bom. Tão bom quanto o cachorro. Mas a nossa preferência é gato”, diz Claudia.

No Brasil, a população de cães cresce cerca de 4% ao ano. A de gatos cresce o dobro: mais de 8% ao ano.

2 responses to “GATOS CONQUISTAM BRASILEIROS E POPULAÇÃO CRESCE MAIS QUE DE CÃES

  1. Daniela Bergoce Giovannini Recacho

    Olá Dra. ,
    meu nome é Daniela, amo gatos e moro em São Paulo e tenho 2 persas lindos um macho castrado de 12 anos e uma fêmea ( não castrada) de aproximadamente 2 anos. Minha história é a seguinte, o macho tenho ele desde filhote e ele é muito mimado, dócil e ligado a mim, sendo assim ele morre de ciúmes até de outras pessoas como meu marido por exemplo, ele vive disputando o espaço com ele.
    Há dois meses adotei uma fêmea que veio muito doente com vários problemas de saúde como anemia, pneumonia, trauma na coluna, respiratório, inclusive lesões de pele causadas por um fungo, tanto que teve que ficar internada por um mês em isolamento, e faz 15 dias que ela veio pra casa ainda em tratamento do fungo, sendo que mantenho eles separados por ordem médica até passar 60 dias não posso misturá-los. Então, estou tendo vários problemas com eles referente a comportamento ele está me evitando e sempre que lhe dou atenção e passo a mão nele sou mordida ( sendo que ele é muito manso e nunca havia me mordido antes nem ninguém) e também está se isolando desde que ele percebeu que ela está em casa.
    Já ela é mansinha também, porém arredia e apresenta alguns sinais de agressividade como morder qdo passamos a mão nela, ela foi muito judiada e jogada em várias casas antes de vir pra mim. Não sabe brincar e urina e defeca em qualquer lugar , dorme dentro da caixa de areia , as vezes usa a areia mas depois esquece e volta a fazer as necessidades pela casa , hj por exemplo fez na cama e deitou em cima da sua urina. Nunca bati e nem sei como repreendê-lá , não brigo com ela porque quero que se sinta acolhida e não que vou rejeitá-lá como fizeram antes , preciso que ela tenha confiaça em mim e que sinta isso e que amo muito ela . Só não sei como fazer isso preciso da sua ajuda urgente , pois está difícil lidar com essa situação.
    Socorro !!!!

    • Oi, Daniela. Obrigada pelo contato. Como as coisas estão muito complicadas na tua casa, te indico um profissional que trabalha apenas com comportamento animal, em SP. Ele atende a domicílio, pois precisa ver a real situação, o ambiente, e te ajudar a sociabilizar esses dois gatinhos. O trabalho dele é muito bom! O nome dele é Mauro Lantzman, telefone (11)91836841. Recomendo que procure ele, pois sem estar presente fica difícil te ajudar. Abraços

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s