Category Archives: HUMOR

HUMOR E OUTRAS COISAS SOBRE GATOS

FELIZ ANO NOVO! FELIZ 2015!!

cartao natal Raquel 2014

Foi um grande ano, profissionalmente! Que 2015 venha com mais força!

Eu gostaria de desejar a cada um dos meus leitores, clientes, amigos, clientes amigos, pacientes felinos, colegas… um 2015 com muitas coisas boas e realizações!

Agradeço a confiança depositada em mim para cuidar dos seus filhotes, o que me dá ainda mais disposição para melhorar sempre!

Beijo grande e abraço bem apertado…
Raquel

FELICES FIESTAS 2013 – 2014!!!!

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um individuo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
(…)
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez com outro numero e outra vontade de acreditar que daqui para adiante vai ser diferente. “
(Carlos Drummond de Andrade)

image

HAPPY HALLOWEEN!!! DIA DAS BRUXAS x GATO PRETO

halloween

DIA DAS BRUXAS X GATO PRETO

http://carosfelinos.blogspot.com.br/2010/10/dia-das-bruxas-x-gato-preto.html

Não é de hoje que algumas pessoas envolvem mitos e superstições sobre gatos pretos. Ao longo da história gatos pretos traziam má ou boa sorte, anunciavam mortes, infelicidades. E, o pior, é que tem gente que acredita e aproveita para desforrar o termo ‘travessuras’ em cima dos pobrezinhos.
 

Hoje, Halloween ou no Brasil, Dia das Bruxas, é fácil assimilar a data com a figura do bichano de coloração preta. Mas cuidado para se deixar levar por tal tradição, que foi modificada com o tempo, as culturas, países, pessoas, enfim… que é um crime disfarçado de tradicionalismo.

Então, nada de superstições, e vamos comemorar a data com o melhor que uma festa pode oferecer…
Beijos e Gostosuras e Travessuras (responsáveis!) para todos…Alguns mitos e curiosidades sobre gatos pretos…

=!= Nos tempos antigos, os gatos pretos eram originalmente idolatrados pelos Egípcios. Acreditava-se que a deusa egípcia Bast assumia a forma de um gato preto. Muitos antigos egípcios adotaram um gato preto na esperança de que ela acabaria por se tornar parte do espírito do animal e, posteriormente, traria riquezas e prosperidade à sua família.

 
=!= Durante o século XV, os gatos pretos começaram a ter uma má reputação como resultado da sua associação com as bruxas. Acreditava-se que as bruxas que tinham um gato preto, depois de mortas encarnariam no gato, preservando assim os seus poderes sobrenaturais que poderiam ser utilizados para feitiços.
 
=!= O rei D. Carlos I, membro da monarquia britânica, possuía um gato preto que ele considerava ser o seu amuleto da sorte, a tal ponto que insistiu que o gato seria vigiado 24 horas por dia. 
 
=!= No Japão o gato preto simboliza boa sorte. Na Escócia, por exemplo, um gato preto à varanda é um forte sinal de riqueza e prosperidade a caminho. 
 
=!= De acordo com a lenda, as mulheres dos pescadores mantinham um gato preto em casa enquanto os seus maridos iam para o mar, para trazer sorte e assegurar o seu regresso em segurança.

PROVÉRBIOS DE GATOS

PUBLICADO NO SITE http://www.osgatos.com.br

LINK ORIGINAL http://osgatos.com.br/artigos/proverbios-de-gatos.html

É fato que os gatos fazem parte da história e da cultura de muitos países. Por isso, trazemos para você uma seleção de provérbios populares em todo o mundo. Aproveite!

“Você sempre vai ter sorte se você sabe como fazer amigos com gatos estranhos.” Provérbio Colonial

“No olho do gato, todas as coisas pertencem aos gatos.” Provérbio Inglês

“Cuidado com as pessoas que não gostam de gatos.” Provérbio irlandês

“Um gato velho não vai aprender a dançar.” Provérbio marroquino

“À note, todos os gatos são pardos.” Provérbio Norte Americano

“Um gato pode olhar para um rei.” Provérbio Inglês

“Proprietário feliz, gato feliz. Proprietário indiferente, gato solitário.” Provérbio chinês

“Feliz é a casa com pelo menos um gato”. Provérbio italiano

l“O cão para o homem, o gato para a mulher”. Provérbio Inglês

“Eu dei uma ordem para um gato, e o gato me deu a sua cauda”. Provérbio chinês

“Os gatos, moscas e as mulheres estão sempre em seus banheiros”. Provérbio Francês

“Um gato mordido uma vez por uma cobra teme até mesmo corda” Provérbio Árabe

“O gato é a beleza da natureza”. Provérbio Francês

“Livros, gatos e meninas loiras são a melhor decoração para um quarto”. Provérbio Francês

15 COISAS SIMPLES QUE SE TORNAM COMPLICADAS QUANDO VOCÊ TEM UM GATO

DO SITE http://www.acidulante.com.br

LINK ORIGINAL:

http://acidulante.com.br/cultura-pop/15-coisas-simples-que-se-tornam-complicadas-quando-voce-tem-um-gato/

1. DIGITAR

7N7A8jG

Até hoje a ciência tenta explicar o motivo dos gatos fazerem isso.

2. FAZER AS MALAS

OvOyNhy

melhor é quando você fecha a mala e sente aquele peso extra, aí quando você abre pra ver…

vX5THdU

3. ESCOVAR OS DENTES

kKRgy9U

As vezes acho que o medo que os gatos tem por água é só fachada :P

4. ABRIR UMA LATA DE ATUM

GPjJxfr

Cortar peixe, cortar carne, comida, é sempre assim :D

5. APENAS DEIXAR COISAS EM CIMA DA MESA

fuck-this-thing-cat

“Isso aqui não, isso aqui não também. Nem isso.

Uma vez deixei a minha caneca oficial da Harley Davidson na minha estante, aí ela misteriosamente foi para no chão em pedaços.

6. NA VERDADE, DEIXAR AS COISAS EM QUALQUER LUGAR

h7oRiyB

A culpa foi claramente da TV que estava no meio do caminho.

7. UOU!! ELES SÃO NINJAS

pXjM3yZ

Admita, você ficou olhando para esse gif pelo menos umas 5 vezes em loop.

8. LAVAR ROUPAS

aIuJeeT

É uma beleza encontrar as roupas cheias de pelo.

9. MANTER AS PORTAS FECHADAS

download

Já disse que eles são ninjas?

cutest-cat-gifs-door

Trombadinha :D

10. BEBER ÁGUA

tumblr_lnj2hwGh0l1qint86o1_500

Seu copo, meu copo.

11. RECEBER ENCOMENDAS

OMG-There-Is-A-Cat-Trapped-Inside-The-Box-

Eles adoram caixas, se for de papelão então…

12. TOMAR IOGURTE

cat-yogurt-eating-fail

Cadê os lactobacilos vivos?

13. DEITAR E DORMIR

cat-playing-with-a-sleepy-person

“Acorda pra me dar comida, humana”

14. ACORDAR E LEVANTAR DA CAMA

acordar-com-gato

 “Tá tão quentinho aqui”

15. SAIR E DEIXAR ESSAS COISINHAS EM CASA

0HijAsC

 Nhom nhom nhom

BÔNUS

uHDzq2l

Fonte: Grunz

See more at: http://acidulante.com.br/cultura-pop/15-coisas-simples-que-se-tornam-complicadas-quando-voce-tem-um-gato/#sthash.fu49YzCh.dpuf

Imagem

SINAIS DE QUE SEU GATO ESTÁ PLANEJANDO TE MATAR

veterinario gatos caxias - seu-gato-esta-planejando-te-matar

SUGIRA ASSUNTOS PARA O BLOG!

QUE ASSUNTOS VOCÊ GOSTARIA DE VER PUBLICADO NO BLOG FELINO? 

DEIXE SUA SUGESTÃO EM COMENTÁRIOS…. SAÚDE, CURIOSIDADES, ESPECIALIDADES, ETC…

SE VOCÊ GOSTA DE GATOS, O BLOG FELINO FOI CRIADO PARA VOCÊ!

(essa imagem fofa eu peguei em http://repositoriodamarilia.blogspot.com)

MAIS DE 100 MIL ACESSOS !!

Graças a vocês, LEITORES, CLIENTES E AMIGOS….

Muito obrigada…

Sem vocês, esse projeto não teria motivo para existir !!

veterinario gatos caxias 201

Imagem

DIA DA MULHER TUDO GATO

veterinario gatos caxias - tudo gato 1

DIA MUNDIAL DO GATO

Para comemorar o DIA MUNDIAL DO GATO o BlogFelino apresenta…

Miucha e Chico Buarque, cantando “História de uma Gata” junto com as crianças…

Tema famoso do espetáculo musical “Os Saltimbancos”.

UM GATO CHAMADO GATINHO

POEMA DE FERREIRA GULLAR

Publicado em http://raymundo-netto.blogspot.com.br/2011/09/um-gato-chamado-gatinho-de-ferreirta.html#comment-form

Gato do Ferreira Gullar

(desenho de Ferreira Gullar)

O RON-RON DO GATINHO

O gato é uma maquininha
que a natureza inventou;
tem pêlo, bigode, unhas
e dentro tem um motor.

Mas um motor diferente
desses que tem nos bonecos
porque o motor do gato
não é um motor elétrico.

É um motor afetivo
que bate em seu coração
por isso ele faz ron-ron
para mostrar gratidão.

No passado se dizia
que esse ron-ron tão doce
era causa de alergia
pra quem sofria de tosse.

Tudo bobagem, despeito,
calúnias contra o bichinho:
esse ron-ron em seu peito
não é doença – é carinho.

O GATO CURIOSO

Era uma vez era uma vez
um gato siamês.

Por ser muito engraçadinho,
é chamado de Gatinho

Além de ser carinhoso,
ele é muito curioso.

Nada se pode fazer
que ele não deseje ver.

Se alguém mexe na estante,
está lá no mesmo instante.

Se vão consertar a pia,
está ele lá de vigia.

E o resultado é que quando
viu seu dono consertando

a tomada da parede,
meteu-se com tanta sede,

a cheirar tudo que – nhoque!
levou um baita de um choque!

E pensa que ele aprendeu?
Mais fácil aprendia eu!

Mantém-se o mesmo abelhudo
que quer dar conta de tudo.

GATO PENSA?

Dizem que gato não pensa
mas é difícil de crer.
Já que ele também não fala
como é que se vai saber?

A verdade é que o Gatinho,
quando mija na almofada,
vai depressa se esconder:
sabe que fez coisa errada.

E se a comida está quente,
ele, antes de comer,
muito calculadamente
toca com a pata pra ver.

Só quando a temperatura
da comida está normal,
vem ele e come afinal.

E você pode explicar
como é que ele sabia
que ela ia esfriar?

A FALA DO GATO

O gato siamês
tem uns vinte miados:
alguns são suaves,
outros exaltados;
há os miados graves
e há os engasgados.
É quase um idioma
que ainda não entendo
mas o gato bem sabe
o que está dizendo.

E até falou comigo
em linguagem de gente.
Disse: “meu amigo”,
assim de repente.

Então eu acordei
feliz e contente!
Era sonho, claro.
Mas, como se sabe,
é no sonho que ocorre
o que se deseja
e no mundo não cabe.

COMPANHEIRO FIEL

Se estou trabalhando
– seja a que hora for –
Gatinho se deita ao lado
do meu computador.

Se vou para a sala
E deito no sofá,
Ele logo vai pra lá.

Se à mesa me sento a escrever poesia
e da sala me ausento
pela fantasia, volto à realidade
quando, sem querer,
toco de revés
numa coisa macia.

Já sei, não pago dez:
é o Gatinho que sem eu saber
veio de mansinho
deitar-se a meus pés.

DONO DO PEDAÇO

Para qualquer outro gato,
Gatinho não dá espaço.
Em nossa casa ele impera
– é o dono do pedaço.

Certa vez uma vizinha
– que era de fato uma tia –
pediu pra deixar seu gato
conosco só por um dia.

Mal o gato entrou em casa,
Gatinho se enfureceu,
pulou em cima do intruso
que, assustado, correu.

Gatinho saiu-lhe atrás
aos tabefes e às unhadas,
correram os dois pela casa
na mais louca disparada.

No quarto, em volta da cama,
por baixo e por cima dela,
rodaram como foguetes,
sumiram pela janela.

Só depois de muito esforço,
pude conter o Gatinho,
enquanto o outro fugia
pro apartamento vizinho.

Assim acabou-se a guerra
que me serviu de lição:
proibo a entrada de gatos;
só gatas têm permissão.

FINAL

Era o que eu tinha a contar
sobre o meu gato Gatinho
que muito tem me ensinado
de amizade e de carinho.

Um siamês, pêlo escuro,
olhos azuis, cara preta,
é o bicho – lhes asseguro –
mais “fofo” deste planeta.

E FELIZ 2013!!!!

E UM SUUUUPER FELIZ 2013 !!!!!!

veterinario gatos caxias

FELIZ NATAL FELINO!!!!!

FELIZ NATAL A TODOS MEUS AMIGOS, MEUS CLIENTES E PRINCIPALMENTE, AOS MEUS AMADOS PACIENTES FELINOS …… 🙂 

 

veterinario gatos caxias 44

OS GATOS NA MÚSICA, CINEMA E TEATRO

Por Nelson Motta, matéria transmitida no Jornal da Globo de 12/10/2012.

Veja a matéria completa e todos os personagens no link http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2012/10/nelson-motta-fala-do-sucesso-de-gatos-na-musica-cinema-e-teatro.html

Nelson Motta costuma dizer que ele é o humano de estimação de seu gato, Max. Max não topou aparecer na coluna, mas Nelson fala do sucesso de outros gatos na música, no cinema e no teatro.

Cientificamente batizado de Félix Catus, o popular gato doméstico começa sua história cultuado como divindade do Egito antigo, mas o gato favorito de Cleópatra era Marco Antonio.

De deuses, os gatos passaram a demônios na Idade Média, quando foram associados à magia negra, malditos e perseguidos. Enquanto isso, os ratos espalhavam a peste bubônica que dizimou metade da Europa
medieval. Mas os gatos riram por último.

Glorificados por um dos maiores poetas do século 20, o irlandês TS Eliott, eles inspiraram o musical Cats, um dos maiores sucessos da história da Broadway.

No cinema, o gato Félix foi o primeiro a fazer sucesso com crianças e adultos. Mas a ascensão da Disney foi desastrosa para os gatos: a grande estrela passava a ser um rato. Começava o reinado de Mickey.

Com Hanna e Barbera, os gatos foram ainda mais esculachados. O pobre Tom era mostrado como um vilão, mas sempre acabava humilhado e feito de gato e sapato pelo ratinho Jerry.

A reação felina no cinema só começou nos anos 70, com os quadrinhos de Robert Crumb inspirando o devasso Fritz, The Cat. Vagabundo e pornográfico, Fritz se tornou um herói do underground.

Nos anos 80, finalmente os gatos ganharam um intérprete perfeito para a sua verdadeira natureza com o preguiçoso, guloso e irônico Garfield, que faz de Jon um escravo que pensa que é seu dono. Todo o charme, a malandragem e a sedução dos felinos encontrou no gato de botas de Shrek a sua mais completa tradução.

Mas apesar de todo o sucesso, os gatos ainda continuam sendo maltratados e usados pejorativamente em expressões como gatonet e gaturama, e no absurdo de “comprar gato por lebre”, quando é obvio que os gatos são muito mais bonitos e inteligentes do que as lebres.

# NÃO DEIXE DE VER O VÍDEO!!! CLARO QUE ESTÃO FALTANDO DIVERSOS PERSONAGENS, MAS VALE A PENA IGUAL…#

OS GATOS E O GUARDA-ROUPA

REGRAS DE ETIQUETA DOS GATOS

AUTOR DESCONHECIDO – PUBLICADO EM http://www.revistapulodogato.com.br/pulodogato/materias.php 

…….TUDO QUE ELES FAZEM É FRIAMENTE CALCULADO……

          Determine logo qual é a visita que detesta gatos, e sente no colo dela durante toda a noitada. Ela não terá coragem de empurrá-lo para o chão e pode ser até que venha a dizer “Gatinho bonito!”. Se você estiver com bafo de comida de gato, melhor ainda.

          Se você tiver que vomitar, pule rapidamente no sofá. Se o sofá estiver longe demais, procure um bom tapete.

          Para sentar no colo ou se esfregar em perna de gente usando calça comprida, escolha, de preferência, cores contrastantes com as suas.

          Acompanhe, sempre, as visitas que vão ao banheiro. Não é necessário fazer nada. Basta sentar e ficar olhando.

          Trate as visitas que digam “Adoro gatos!” com total desprezo, e esteja pronto a unhar suas meias ou, eventualmente, morder seus calcanhares.

          Não permita portas fechadas em cômodo algum. Para abrir uma porta, apóie-se nas patas traseiras e bata nela com toda força que tiver nas dianteiras. Quando a porta for finalmente aberta para você, não é necessário usá-la; você pode mudar de idéia tranqüilamente. Quando você ordenar a abertura de uma porta que dê para fora, pare exatamente no meio do caminho, entre a porta e o vão, e aproveite para pensar sobre diversas coisas. Isso é particularmente importante em noites muito frias, e em épocas de mosquitos.

          Se uma pessoa estiver ocupada e outra à toa, fique com a ocupada. Se alguém estiver lendo, chegue bem perto, e dê um jeitinho de meter o focinho entre o livro e a cara da pessoa. Desconsidere isso em casos de leitores que abrem livros ou jornais em cima da mesa; aí, basta deitar em cima do que estiver sendo lido.

          Se algum dia encontrar uma senhora tricotando, suba no colo dela e deite. De repente, estique a pata e, como quem não quer nada, dê um bom tranco nas agulhas. Observe os acontecimentos: isso se chama perder o fio da meada, e a senhora tentará atrair sua atenção para outras partes da casa. Ignore-a.

          Quando encontrar alguém fazendo o dever de casa sente-se na folha de papel que estiver sendo trabalhada. Depois de ter sido removido de lá pela terceira vez, vá para outro canto da mesa e empurre tudo que se mexa: lápis, cola, tesoura e o que mais houver.

          Durma bem durante o dia para estar novo em folha, e pronto para brincadeiras, entre 2 e 4 horas da manhã. Se seu humano trabalhar durante a noite, modifique seus hábitos de sono para poder estar com a corda toda entre as 10h e o meio-dia.

Cartoons Hallmarks of Felinity

http://toons.gotblah.com/hallmarks_of_felinity/

YOGA CATS

GATOS CONQUISTAM BRASILEIROS E POPULAÇÃO CRESCE MAIS QUE DE CÃES

REPORTAGEM EXIBIDA NO PROGRAMA BOM DIA BRASIL EM 02/07/2012 MOSTRA O ESPAÇO QUE OS GATOS TEM NOS LARES BRASILEIROS HOJE. A POPULAÇÃO DE GATOS CRESCE 8% AO ANO NO BRASIL, ENQUANTO A DE CÃES CRESCE 4%!

CLIQUE NO LINK VEJA O VÍDEO NA ÍNTEGRA: GATOS CONQUISTAM BRASILEIROS E POPULAÇÃO CRESCE MAIS QUE DE CÃES

As pessoas estão trocando de melhor amigo. Os gatos estão conquistando corações. Eles se adaptam bem a apartamentos, não precisam passear com o dono e não fazem barulho. Por isso, a população de gatos domésticos tem crescido muito mais rapidamente que a de cães.

Os cachorros perdem espaço na ONG de animais abandonados. De cada dez bichos adotados, sete são gatos. Karla já escolheu um. Carrega as fotos dele no celular. Falta só convencer o marido: “Eu não quero porque tenho receio. Tenho cachorro. Sempre tive cachorro”, diz o marido Sérgio.

“Se a gente quiser viajar, a gente pode ir tranquilo. Deixa ele lá. Põe a comidinha dele ele fica, tranquilo. Se vira bem”, comenta Carla.

A bancária Cristina tem dois no apartamento: “Acho que cachorro é mais fácil de as pessoas se apaixonarem, porque automaticamente cachorro já conquista todo mundo. Enquanto que o gato a gente tem que conquistá-lo primeiro”.

Nos Estados Unidos, o número de gatos domésticos já supera o de cães. O Brasil segue o mesmo caminho. O número de casas com gatos de estimação é cada vez maior.

O mercado brasileiro de produtos para animais domésticos já percebeu essa tendência. Espera para este ano um crescimento maior da população de gatos do que de cachorros. Aí surge todo tipo de produto: ração específica, areia importada para o bichinho fazer xixi. Uma até mostra se existe algum problema na urina. Surgem também os brinquedinhos. Os arranhadores gigantes são os preferidos deles.

Claudia e Fabio gastam R$ 1,7 mil por mês com os gatos. São 14 espalhados pelo apartamento: “Ter três gatos no apartamento muita gente nem percebe e, às vezes, um cachorro o bloco inteiro reclama”, opina Fábio Rinaldi.

“É diferente. Ele é fiel também, companheiro, mas existe o momento dele. Então você tem de respeitar o momento dele e o seu momento. Você quer o carinho dele e ele não quer o seu colo. Então você tem de respeitar individualidade dele. Ele tem personalidade forte. É o momento dele. Mas o momento dele é muito bom. Tão bom quanto o cachorro. Mas a nossa preferência é gato”, diz Claudia.

No Brasil, a população de cães cresce cerca de 4% ao ano. A de gatos cresce o dobro: mais de 8% ao ano.

SEXTA-FEIRA 13

LUGAR DE GATO NÃO É NAS RUAS!

 

 

 

 

 

PROJETO FELINOS URBANOS, São Luis / MA. http://felinosurbanos.blogspot.com.br/

 

CRÔNICAS

CRÔNICA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

“Um gato vive um pouco nas poltronas, no cimento ao sol, no telhado sob a lua. Vive também sobre a mesa do escritório, e o salto preciso que ele dá para atingi-la é mais do que impulso para a cultura. É o movimento civilizado de um organismo plenamente ajustado às leis físicas, e que não carece de suplemento de informação. Livros e papéis, beneficiam-se com a sua presteza austera. Mais do que a coruja, o gato é símbolo e guardião da vida intelectual”.

O GATO COMO ELE É

O vídeo a seguir foi produzido pelo Instituto Nina Rosa e mostra exatamente qual é a essência dos gatos. É PERFEITO! Vale a pena assistir. Quem gosta de gatos se identifica totalmente, e quem não gosta percebe que não o conhece de verdade! 

O Instituto Nina Rosa – projetos por amor à vida é uma organização independente, sem fins lucrativos, que atua voluntariamente, com autonomia. Desde 2000 promovemos conhecimento sobre defesa animal, consumo sem crueldade e vegetarianismo. O trabalho é financiado com a venda do material que produzimos e com doações espontâneas de pessoas físicas.

O vídeo foi retirado do YouTube e está separado em 3 partes.

 

MUDANÇAS NO BLOG FELINO

NOVIDADE: O Blog Felino foi reformulado, para facilitar a pesquisa e a leitura!

Agora, os textos estão separados por categorias, localizadas no cabeçalho do blog…

Na página inicial aparecem todos os posts em sequência, na ordem em que foram publicados e na coluna lateral pode-se localizar a listagem de todos os posts, e também pesquisar o assunto de interesse…

Passando o mouse sobre cada categoria, aparece a listagem dos textos relacionados, e clicando sobre, aparecem os textos completos.

 Boa leitura…

APENAS UMA CITAÇÃO

“Dizem que gato é muito ingrato e indiferente: só gosta da casa, não gosta da gente. Mas é puro boato. Quem isso inventou não gosta de gato. Pois o nosso Gatinho tem verdadeiro horror de ficar sozinho. Prefere estar junto do dono ou de alguém que lhe queira bem.”

Ferreira Gullar

(foto do site www.premierpet.com.br)

MENSAGEM DE NATAL…

ENTREVISTAS

Aqui estão divulgadas algumas das participações da M.V. Raquel Redaelli em Programas de Rádio e Televisão.

 

5. PROGRAMA PERSONA SINGULAR – 30 de dezembro de 2013 – Rádio Caxias

O tema é “Cuidados com Animais Domésticos”. Apresentação de Rossana Freire.

Participação das veterinárias da Vila Animal Rafaela Fontana e Raquel Redaelli

http://www.radiocaxias.com.br/portal/noticias/persona-singular3012-33731

veterinario gatos caxias - entre livros e gatos 2

 

 

 

 

 

 

4. PROGRAMA CONEXÃO ALTERNATIVA – novembro de 2013

Um papo descontraído sobre assuntos da atualidade, com apresentação de Thaís Helena Baldasso e participação de Monica Montanari e Virginia ToniFelippetti.

O programa abordou assuntos da atualidade relacionado aos animais de estimação.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=8RktsMqS17k

veterinario gatos caxias - entre livros e gatos 3

 

 

 

 

3. PROGRAMA AMIGO BICHO –  abril de 2012

Programa destinado a prestar informações sobre os animais. Apresentação de Bruna Kahler.

Acesso através do link:

http://youtu.be/RkaCVBvfRl4

veterinario gatos caxias - entre livros e gatos 4

 

 

 

 

 

 

2. PROGRAMA PERSONA SINGULAR – janeiro de 2012 – Rádio Caxias

Acesso através do link:

http://www.radiocaxias.com.br/2010/www/portal/index.php?view=player&id_noticia=13597&noticia=Persona%20Singular%2021/02&audio=0.60795100%2013299180607822895471f697f3a02fde887d142a87c238ca2891c10926.mp3

Principais assuntos abordados: particularidades da espécie felina em relação às doenças, comportamento dos gatos, dúvidas de ouvintes, atendimento exclusivo para gatos, etc.

veterinario gatos caxias - entre livros e gatos

 

 

 

 

 

1. RÁDIO DEFESA DOS ANIMAIS – dezembro de 2011

A Rádio Defesa dos Animais tem sede em São Paulo e é a primeira rádio on-line do mundo criada para tratar da defesa e direitos dos animais, destacando o amor aos animais, a não exploração e a sua libertação da escravidão humana.

Conheça mais acessando  www.radiodefesadosanimais.com

Acesse o link a seguir para ouvir a entrevista:

No programa Mania de Gatos em 14/12/11: http://www.spreaker.com/embed/player/mini?autoplay=false&color=e8e8e8&episode_id=591703

E no programa Sábado Vegetariano em 10/12/11: http://www.spreaker.com/embed/player/mini?autoplay=false&color=e8e8e8&episode_id=583815

Principais assuntos abordados: Porque o Blog Felino foi criado? Quais os principais temas abordados? Quem escreve as matérias? Problemas mais frequentes em gatos? Meu trabalho como Médica Veterinária…

Além disso, alguns dos textos publicados no Blog Felino estão sendo utilizados como matéria no Programa Mania de Gato!

O QUE OS GATOS FAZEM POR NÓS?

. Esquentam nosso colo e nos dão alguém para falar.

. Ajudam a baixar a pressão.

. Criam um elo entre você e as outras pessoas que têm gatos. …

. Transformam objetos comuns em brinquedos.

. Nos fazem mais atentos aos pássaros.

. Funcionam como alarme.

. Exibem acrobacias para você.

. Contribuem para tornar sua vida mais longa.

. Enfeitam o peitoril da janela.

. Mantém os ratos longe.

. Nos fazem sorrir.

. Inspiram os poetas e escritores.

. Nos ensinam a ter os pés no chão.

. Nos fazem deixar nossos desejos em segundo plano em prol de alguém.

. Aquecem nossas casas e nossos corações.

. Nos lembram de como a vida é misteriosa.

. Compartilham conosco o seu ronronar.

. Nos instruem na arte de se espreguiçar.

. Mostram-nos como levantar a poeira e dar a volta por cima.

. Fazem com que até nosso sofá velho pareça bonito.

. Abrem nossos corações.

(Autor desconhecido)

COMO É ACORDAR COM UM GATO…

SIMON`S CAT           THE HUMAN TOWEL

SIMON`S CAT IN `CAT & MOUSE`

COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE OS GATOS

CURIOSIDADES SOBRE OS GATOS, DO SITE www.osgatos.com.br

Embora tenhamos descoberto muitas informações interessantes sobre gatos, ainda hoje continuamos a nos surpreender. Enumeramos aqui algumas coisas que você deve saber para entender seu animal.

1 – Gatos são animais carnívoros. Por isso, a ração para eles contém um teor alto de proteínas . Entretanto, no ambiente selvagem, se alimentavam de animais herbívoros, ingerindo indiretamente pequenas quantidades de ervas que a presa ingeriu.

2 – Gatos percebem menos os sabores doces. Contudo, seu paladar é muito desenvolvido. São muito exigentes na hora de se alimentar. É normal que recusem ração que não seja servida na hora ou refeições que não pareçam frescas. (gatos apresentam menos de 500 papilas gustativas, enquanto humanos possuem 9 mil, por isso baseiam-se no odor dos alimentos.)

3 – O gato é, provavelmente, o mais sensitivo dos mamíferos. Gatos foram apontados por biólogos como possivelmente o mais sensitivo dos mamíferos. Isto por seus sentidos apuradíssimos que fazem dele, no ambiente selvagem, um poderoso predador.

4 – Gatos enxergam no escuro. Gatos vêem as coisas no escuro muito melhor do que nós humanos. Precisam somente de um sexto da luz do que nós precisamos para ver. Entretanto, em situações de muita luz, a nitidez da visão é prejudicada. Os gatos têm campo visual com abertura estimada em 200°, contra 180° de humanos.

5 – Gatos têm a audição apuradíssima. São capazes de ouvir sons ultrassônicos. Na verdade também se comunicam por sons nesta frequência. Cães e humanos, por exemplo, não percebem esses sons. Um humano ouve até 20 khz, um gato ouve até 65 khz. (além disso, o movimento das suas orelhas permite “rastrear” sons do ambiente)

6 – Gatos percebem os cheiros muito melhor do que nós. Um gato doméstico possui o olfato 14 vezes mais potente que humanos, mas ficam em desvantagem em relação ao poderoso olfato dos cães.

7 – Gatos manipulam os humanos. E tem muitas armas para isso. Um estudo de 2009 descobriu que os gatos usam o ronronar para manipular seus donos. Ficou comprovado que eles ronronam para conseguir comida, ou carinho, por exemplo. (quem não se derrete com o ronronar de um gato?)

8 – Gatos correm mais rápido do que o humano mais veloz. Um gato doméstico é capaz de atingir a velocidade de 48km/h. O máximo que o humano mais rápido já atingiu foi 43km/h.

9 – Gatos precisam ingerir taurina. A maioria dos animais produz naturalmente este aminoácido. Porém, os gatos precisam incluir este elemento em sua dieta. Caso contrário, podem ficar cegos. Por isso, as rações para gatos já incluem a taurina. (por isso a importância de fornecer ração formulada para gatos)

10 – Gatos se comunicam. Usam a linguagem corporal, miados e “ronrons”. Quando se esfregam um nos outros (ou em pessoas, ou em objetos) por exemplo, os gatos estão fazendo um gesto de amizade. Quando uma fêmea se esfrega em um macho, deve estar demonstrando interesse sexual. A cauda, além de auxiliar no equilíbrio corporal, é muito usada para expressar os sentimentos do gato.

11 – Gatos não têm sete vidas. Mas não é que parece verdade? Há muitos casos surpreendentes de sobrevivência de gatos. Um bichano caiu 21 metros e saiu completamente ileso da queda. Existe até registro de um gato que caiu de 96 metros (cerca de 32 andares) e sobreviveu. (mas não brinque com a sorte!)

12 – Gatos são inteligentes. Eles têm uma capacidade cognitiva que lhes permitem executar diversas ações que são consideradas sinais de inteligência. O cérebro dos gatos possui estrutura complexa e se parece mais com o do homem do que com o do cão, embora em testes de cognição os cães geralmente levarem vantagem sobre gatos.

13 – Gatos sabem amar. Não é verdade que gatos só se ligam ao seu território. Esses felinos desenvolvem grandes laços afetivos com seus donos. Existem diversos relatos de gatos que percorrem enormes distâncias em busca de seus donos. É claro que eles não desenvolvem carinho só com humanos. Sabem amar outros gatos e até cães. (quem convive com gatos sabe o carinho que eles transmitem…) 

AMOR MATERNO…

COMO CUIDAR DE UM PESADELO

GEEKCATS – TIRINHAS

 

www.geekcats.com

SIMON`S CAT IN `DOUBLE TROUBLE`

TER GATO É ISSO!! QUEM TEM GATO SABE…

MAS É MUITO DIVERTIDO!! APAIXONANTE!!!

http://www.youtube.com/watch?v=3VLcLH97eRw

O MEU GATO PRETO

Homenagem ao Tchuco (“bêbado”, em terra de italino), o meu gatinho preto, um gato muito amado, e que vai deixar muita saudade na minha casa.

É muito gratificante adotar um animalzinho que, se não fosse por você estar no lugar certo na hora certa, não teria chances de sobrevivência.

Quem imaginaria que aquele gatinho, que chegou ao Hospital Veterinário da UFRGS atropelado, em estado de choque e com lesão neurológica, aquele que o proprietário não quis tentar o tratamento e solicitou que fosse feito eutanásia, seria tão especial na minha vida.

Naquele momento, mandei o proprietário embora e iniciei o tratamento imediatamente, e me prometi que, se ele se salvasse, ficaria com ele. Uma semana depois ele estava indo comigo para casa!!!

Gatinho engraçado… pela lesão neurológica, não tinha muito equilíbrio e caminhava sempre usando a parede como apoio. Com o tempo, foi aprendendo a se equilibrar, dava saltos a metros de distância, mas não era capaz de pular alto… 

Em compensação, era um gato muito doce, carinhoso, companheiro… COISA DE GATO PRETO!! Super ativo, brincalhão, e aprontão também. Sempre querendo ir na sacada, somente saía com supervisão e utilizando peiteira e guia, para aproveitar o sol.

Por uma distração, ele foi para o terraço, subiu no guarda corpo e caiu! E assim veio a óbito.

Por mais que nós da família cuidássemos, fica a dica: nem sempre estamos por perto para supervisionar, e podem acontecer acidentes… a lição aqui é que não adianta confiar na sorte: se temos gatos, temos que ter tela nas janelas e sacadas. A dor de perder um gatinho que amamos é enorme… não deixe que isso aconteça, previna!

 

SERÁ MESMO QUE OS GATOS NÃO GOSTAM DE ÁGUA?

 

 zuca

GATOS MARINHEIROS

Matéria publicada na Revista Náutica, edição 268, em 06 de setembro de 2011. Por Amanda Denti. Acesso através do link: http://www.nautica.com.br/noticias/viewnews.php?nid=ultba7440692526c6aa3142686057a4b1ad

 GATOS A BORDO: PODE PARECER ESTRANHO, MAS ESSES BICHINHOS SÃO COMPANHEIROS INCRÍVEIS

               Eles invadiram os lares, como animais domesticados, em tempos remotos, coisa de quase 10 mil anos atrás. Na mesma época, os marinheiros descobriram que os gatos podiam ser bons aliados nos barcos. Caçavam ratos, por exemplo. E mais. Não davam trabalho e ainda distraíam os solitários homens do mar. Surgiram, então, crenças a favor. Os japoneses acreditam até hoje que ter um gato a bordo é como um amuleto contra a má sorte. Além deles, a boa fama dos gatinhos entre os marinheiros também aumenta. Sobretudo, entre os velejadores que moram a bordo de seus barcos. E com um bichano de bicho de estimação.

               As principais razões que fazem dos gatos “petmarinheiros” ideais são as características físicas e de comportamento destes animais. Leves, de pequeno porte e com corpo bem flexível, eles esbanjam equilíbrio e têm sentidos aguçados. Em 2008, a velejadora Izabel Pimentel fez uma longa viagem pela costa brasileira tendo como única companhia a bordo o seu gatinho Petit Eric. “Ele se adaptou com muita rapidez ao mar e desenvolveu uma incrível capacidade de diferenciar ruídos, como um navio passando por perto”, conta a velejadora, que é fã ardorosa dos bichanos.

               Outra qualidade destes felinos e que agrada bastante aos moradores embarcados é que, embora estejam sempre atentos, gatos não fazem barulho — ao contrário de cachorros, que latem e podem comprometer bastante a convivência com vizinhos nas marinas. Mas, e como fica aquela história de que gato não gosta de água? A veterinária Giovana Mazzotti, fundadora da Sociedade Brasileira de Felinos, revela que, para a surpresa de muita gente, todos os gatos são exímios nadadores embora, de fato, poucas raças gostem de se molhar. No entanto, são seres que se habituam facilmente aos balanços do mar. Além disso, são muito higiênicos, o que é particularmente bom no caso dos barcos. “Os cuidados com a limpeza dos gatos são de causar inveja em qualquer outro ser de quatro patas”, afirma Giovana.

               Pequenos, ágeis, silenciosos, limpos, independentes e ardorosos fãs de um bom peixe… Um animal assim parece mesmo perfeito para se ter num barco. E, quem tem, garante que não é preciso nem buscar distrações para eles a bordo: a simples movimentação de cabos no convés já basta. Preocupação? Só uma: gatos têm certa dificuldade em se adaptar a novos ambientes e podem se perder, com certa facilidade, em novos portos ou marinas, porque precisam de uma referência fixa, para achar o caminho de volta para casa. Que pode, muito bem, ser um barco, claro.

               Izabel e Petit Eric Izabel e Petit: um caso de amor. A velejadora Izabel Pimentel é fã de gatos e conta como foi viajar com Petit Eric, seu gatinho de estimação: “Um gato só traz alegria para bordo. No cruzeiro que fiz com Petit Eric, todas as manhãs ele vasculhava o deque atrás de peixes voadores trazidos pela noite anterior. Mas, corria para a cabine, se surgissem golfinhos… Também adorava ficar junto ao guarda-mancebo, vendo o movimento das ondas. À noite, pedia para ir ao “banheiro”, uma caixinha de areia que ficava do lado de fora da cabine. Tinha muita facilidade em lidar com o desequilíbrio que os barcos causam. Mas, o melhor mesmo era o sorriso que ele me provocava a todo instante. Não poderia ter escolhido melhor companhia.”

GATOS DE ESTIMAÇÃO: DIFERENÇAS ENTRE RAÇAS

 No Caderno Donna da Capa, na Zero Hora do final de semana (07/08/11), foi publicado uma matéria interessante sobre comportamento de gatos, relacionado a algumas raças.

 Confira o texto na íntegra acessando o link http://www.clicrbs.com.br/especial/rs/donna/19,206,3433151,Gatos-de-estimacao-Conheca-as-diferencas-entre-as-racas.html  

 CADA VEZ MAIS, OS FELINOS GANHAM ESPAÇO COMO ANIMAIS DOMÉSTICOS

Nos Estados Unidos, o gato tem firmado seu lugar entre os animais de companhia – e já supera o número de cachorros. – A perspectiva é que o mesmo aconteça, em breve, no Brasil – afirma o veterinário Alexandre Lima.

É fácil entender os motivos para se ter um gato: não é preciso levá-lo para passear ou ensiná-lo a fazer suas necessidades no lugar correto, ocupam pouco espaço e podem ficar até três dias em casa sem companhia. Basta um bom prato de comida, água à vontade e brinquedos que o gato se vira. Hoje, com o pouco tempo que as pessoas têm para se dedicar a pets, ele parece o animal perfeito.

Mas dizer que os bichanos gostam da casa e não do dono é uma injustiça – eles podem, sim, ser carinhosos. O tipo de criação, é claro, faz diferença. Se os acostumamos desde pequenos com a presença de outros animais e de crianças na casa, eles se adaptarão perfeitamente.

Outro fator importante é a raça:

O gato persa, por exemplo, é um dos mais populares por ser extremamente manso. – É do tipo que pula em cima do teclado para pedir atenção – conta Lima.

A raça ragdoll (“boneca de pano”, em inglês) também é companheira. O nome, inclusive, remete ao hábito que esse gato tem de se esparramar quando acariciado pelo dono.

O mainecoon (foto), em contrapartida, é um felino grande e esperto. – Essa raça é fantástica! Extremamente dócil e companheiro, o bicho tende a ser mais brincalhão quando pequeno. O mainecoon pode chegar até os 13 quilos e, como fica grande e pesado, torna-se mais tranquilo depois de adulto – explica a veterinária Vanessa Pimentel.

O siamês é outro gato bastante conhecido, embora haja uma confusão grande na hora de identificá-lo. – No Brasil, qualquer gato claro que tenha as pernas e o rabo escuros é considerado siamês – aponta Vanessa. O primo brasileiro é mais arredondado do que o original. Em todo caso, trata-se de um gato arisco, que não gosta de colo nem de abraço. – Apesar disso, é bastante companheiro e conhecido por ser “falante”, acompanhando o dono sempre e miando em resposta a qualquer coisa que ele diz – relata Alexandre Lima.

E, claro, não dá para esquecer os vira-latas. Segundo Vanessa, 70% dos gatos que atende são de raça não definida. A veterinária explica que, por terem muitas raças misturadas em sua ascendência, a personalidade deles não é muito previsível.

Quando o gato é criado perto de humanos, tende a ser mais tranquilo. Se, ao contrário, crescer na presença de muitos outros gatos, tende a ser mais arisco.