Category Archives: SAÚDE

CRIOTERAPIA VETERINÁRIA

Por Raquel Redaelli, médica veterinária. Procedimento disponível na Vila Animal Clínica Veterinária.

A Criocirurgia ou crioterapia é uma técnica que visa a destruição de tecidos com o uso do frio (nitrogênio líquido) com objetivos terapêuticos, principalmente no tratamento de certos tumores de pele. É uma opção de tratamento para uma variedade de cânceres , incluindo tumores da cavidade oral e nasal, cutâneos e/ou de tecidos moles, tumores e fístulas perianais e mamárias. Pode ser usada como tratamento primário, ou em conjunto com a cirurgia convencional e com a quimioterapia. Possibilita o tratamento de tumores recidivantes, lesões próximas ou fixadas a ossos e cartilagens, tumores grandes ou pequenos. É um método alternativo para pacientes nos quais outros métodos de tratamento são impraticáveis.

veterinario gatos caxias - gatos!!INDICAÇÕES: Lesões neoplásicas benignas (papilomas, adenomas, pilomatricomas, hemangiomas, etc), lesões malignas (carcinoma epidermóide, outros carcinomas, melanomas), lesões palpebrais, lesões em cavidade oral, lesões perianais e tumores cutâneos com até 2,5 cm.

VANTAGENS: Procedimento muitas vezes possível apenas com anestesia local, o que possibilita o procedimento em animais com outras complicações sistêmicas tais como insuficiência renal, cardiopatias ou pacientes idosos. Para o tratamento de tumores relativamente pequenos e de fácil acesso pode ser preciso apenas anestesia local, já em locais como a pálpebra pode ser preciso  uma sedação maior, e, alguns outros, como um tumor em cavidade oral por exemplo, pode se fazer necessário anestesia geral.

Ainda, rapidez, efeito cosmético, baixo custo do tratamento, pouca dor, menor hemorragia, tratamento múltiplo, ausência de efeito cumulativo.

EFEITOS PÓS TERAPIA: Formação de crostas (10 a 21 dias), vesículas, descamação e cicatrizes, desconforto (dor), edema, eritema, hemorragia (1 a 2 h após aplicação) e secreção (1 semana).

SEQUELAS: Cicatriz e perda tecidual, leucodermia, leucotriquia, alopecia, deformação e/ou perfuração de cartilagem nasal e da pina.

Fontes: https://cirurgiavet.wordpress.com/tag/crioterapia/; http://www.petcancercenter.org/Cancer_Treatments_Cryosurgery.html; http://oncovet.com.br/tratamentos/criocirurgia/ e aula da prof. Carmen Helena Vasconcellos, no curso de pós graduação em clínica médica e cirúrgica de felinos, Instituto Qualittas.

Anúncios

PRESTE ATENÇÃO AOS SINAIS DE DOENÇA DO SEU GATO

 postado por M.V. Raquel Redaelli

www.geekcats.com

Como proteção os gatos evitam demonstrar fragilidade, dor e mal-estar, Por instinto tendem a disfarçar e se esconder, motivo pelo qual as doenças muitas vezes são percebidas em estágios avançados.

Alguns sinais podem ser sutis, mas podem revelar alterações na saúde:

emagrecimento,    obesidade,    olhar profundo,    pelos opacos e eriçados,   polidipsia (ingerir mais de 100ml por Kg de peso de água ao dia),   poliúria (urinar em excesso),    agitação e/ou “mau-humor”,    vômitos frequentes,    urinar ou defecar em locais inadequados

Se perceber alguma dessas alterações, procure o médico veterinário para fazer um check-up. Melhor ainda: faça avaliações periódicas para detectar doenças precocemente! O ideal é uma visita anual ao veterinário.

CÂNCER DE MAMA EM GATAS – PREVINA!

PUBLICADO NO SITE www.gateiro.com.br, link original http://www.gateiro.com.br/cancer-de-mama-em-gatas/

outubro rosa 3“Estamos no Outubro Rosa, mês de prevenção e combate ao câncer de mama. Toda gateira deve fazer o exame periódico para se proteger, mas poucas pessoas sabem que a doença também acontece em animais. Eu conversei com Dra. Laila Massad Ribas, veterinária e autora do Portal Medicina Felina, sobre o assunto.” Publicado por Thiago, 16/10/13.

Como a doença se caracteriza?

O câncer de mama é um tumor maligno que acomete os tecidos mamários das gatas, das cadelas e das mulheres. Nas gatinhas o tipo de câncer mais comum é o carcinoma. Apesar de ser mais frequente em cadelas, a cada 10 tumores de mama em gatas, entre oito e nove são malignos, ou seja, são cânceres.

Por que a doença acontece?

Na maioria dos casos o desenvolvimento do câncer está relacionado à produção de hormônios pelos ovários. As injeções anticoncepcionais aplicadas em pet shops são hormônios e estão, comprovadamente, relacionadas com o desenvolvimento de câncer de mama nas gatas.

É possível realizar um exame preventivo? Qual seria a técnica? E a periodicidade?

O exame físico das mamas é o melhor método. Ele é feito através da palpação de toda a cadeia mamária dos dois lados. Esse exame deve ser feito anualmente pelo veterinário ou em casa pelo proprietário. Quanto mais cedo detectada a doença, melhor. As vezes o proprietário sente apenas uma bolinha bem firme na mama. Essa bolinha pode ter inicialmente o tamanho de um grão de arroz.

Caso o veterinário detecte a presença de algum tumor nas mamas, ele vai precisar fazer exames como a citologia, a biópsia e exame de raios-x de tórax para ver se não há presença de metástase (etapa em que o tumor se espalha para outros órgãos).

zuca

Há uma pré-disposição para desenvolver a doença a partir da idade?

Sim, as gatinhas com mais de sete anos têm maior predisposição, mas é essa doença pode acometer até mesmo as mais novinhas.

Há predisposição racial?

Sim, as gatas siamesas ou descendentes de siamês possuem duas vezes maior risco de desenvolver o câncer de mama.

A castração evita infecções no útero. Ela também pode ajudar a combater o câncer de mama?

Sim, a castração precoce é o melhor método preventivo do câncer de mama. Quando digo precoce, quero dizer antes do primeiro cio, que pode ocorrer entre cinco e sete meses de vida. Por isso é bom castrar as gatinhas assim que elas acabarem de tomar as vacinas na infância. Se a gata não é castrada, ela tem mais chance de desenvolver esse câncer. A aplicação de anticoncepcional aumenta muito o risco! Nunca aplique esse hormônio na sua gatinha!

Como funcionam os tratamentos para a doença?

O tratamento é baseado na remoção total das mamas. A cirurgia é bastante radical e requer cuidados nos pós-operatório. A quimioterapia pode ser indicada em alguns casos.

Os tratamentos têm eficácia?

Sim, mas isso depende muito da época em que o tumor foi descoberto. Quanto mais cedo melhor!

A doença acontece somente em fêmeas?

Não, aproximadamente de 1% a 5% dos cânceres de mama acometem machos.

outubro rosa 2E nas cadelas?

Nas cadelas os tumores de mama são bem mais frequentes. Entretanto, no caso delas 40% dos tumores são benignos, ou seja, não há potencial para se espalhar para outros órgãos.

COMO CUIDAR BEM DO SEU GATO – OBESIDADE SOB CONTROLE

Da série Resumão, abordando o tema “Como cuidar bem do seu gato”, por C. Pinney.  Confira! www.bafisa.com.br – RESUMÃO

OBESIDADE SOB CONTROLE – GATO EM FORMA

Imagem4# O gato é considerado obeso quando o excesso de peso atrapalha sua via, impedindo-o de pular ou brincar. O peso ideal é difícil de estabelecer, uma vez que depende da raça e do tamanho. Normalmente oscila entre 2,5 e 10 quilos.

# Pesar em casa somente o gato é tarefa árdua. A solução é você se pesar em uma balança caseira e depois fazer o mesmo segurando o gato no colo. Subtraindo a segunda pesagem da primeira, você saberá o peso do animal.

# A obesidade é causada por gulodice, excesso de comida e falta de exercício.

# O excesso de peso predispõe o gato a distúrbios hepáticos, diabetes, hipertensão e doenças articulares.

# Cortar a quantidade de comida que você oferece as seu gato não basta:

  1. Evite também guloseimas e petiscos.
  2. A escassez de comida pode levar a deficiências nutricionais.

# Para conseguir que seu gato perca peso, alimente-o com ração específica para dieta de baixa caloria indicada pelo veterinário.

  1. Esse tipo de ração é rico em fibras e pobre em calorias, mas mantém seu gato saciado.
  2. A dieta deve ser rica em aminoácidos, que promovem a perda de peso.
  3. A quantidade recomendada, variável conforme a marca da ração, depende do peso a ser alcançado. A perda de peso deve ser de 1% por semana até o período de quatro meses. Pese o gato toda semana para que você avalie os progressos alcançados.
  4. Aumente a atividade física do gato. Como gatos gostam de brincar, passe mais tempo fazendo isso com ele. Caso o animal esteja habituado à coleira, passeie com ele todos os dias, por dez minutos.

Imagem3

COMO CUIDAR BEM DO SEU GATO – NUTRIÇÃO

Da série Resumão, abordando o tema “Como cuidar bem do seu gato”, por C. Pinney.  Confira! www.bafisa.com.br – RESUMÃO

 NUTRIÇÃO – QUANDO E COMO ALIMENTAR

# A boa nutrição garante um sistema imunológico resistente, altos níveis de energia e, portanto, um animal mais saudável.

# Gatos tem necessidades nutricionais especiais:

  • veterinario gatos caxias 81a dieta deve incluir quantidades elevadas de proteínas de alta qualidade.
  • a taurina, um aminoácido essencial, é necessária na dieta em quantidade suficiente para prevenir doenças cardíacas. A maior parte das rações preenche esse requisito.
  • nunca alimente o gato com comida para cães.
  • nunca ofereça frango com osso ou peixe com espinhas.

# Os alimentos industrializados podem ser secos ou úmidos.

  • a ração seca custa menos, é mais durável e pode ser deixada no comedouro do animal sem problemas.
  • os alimentos úmidos são mais apetitosos e fáceis de mastigar. São os mais indicados para gatos idosos com doença periodontal ou perda de sensibilidade do olfato. São úteis para desmamar filhotes com menos de 8 semanas. Gatos com doença crônica no trato urinário podem se beneficiar do aumento da umidade na dieta.
  • restos de comida úmida devem ser jogados fora depois de duas horas.

# Siga as quantidades diárias recomendadas pelo fabricante na embalagem. Em geral, recomenda-se: para filhotes até 6 meses, até quatro refeições por dia; para filhotes mais velhos e gatos adultos, duas ou três pequenas refeições por dia.

# Certifique-se de que seu gato se mantém livre de parasitas intestinais capazes de roubar seus nutrientes vitais diários.

# Há vários produtos alimentares à venda. Peça ao veterinário que recomende a marca e o tipo.

# Escolha a ração mais balanceada e completa do ponto de vista nutricional levando em conta a idade, as condições de saúde e o nível de atividade do animal.

  • filhotes (até 12 meses) precisam de mais nutrientes do que adultos, para garantir o crescimento e o desenvolvimento musculoesquelético.
  • veterinario gatos caxias 106.1gatos ativos precisam de mais calorias dos que os sedentários.;
  • a gata prenhe ou com filhotes em fase de amamentação deve ser alimentada com ração para filhotes, com maior teor de nutrientes.
  • gatos com mais de 8 anos precisam de rações menos calóricas e com maior teor de fibras, para garantir o controle de peso e a motilidade gastrintestinal. Os produtos cuja embalagem indica “para sênior” preenchem esses requisitos.
  • animais que sofrem de problemas cardíacos ou renais precisam de alimentos especiais, receitados pelo veterinário.
  • gatos predispostos a cistite ou outras alterações renais devem ingerir alimentos com baixos teores de magnésio e minerais. A cistite caracterizada pela formação de cristais na urina, afeta machos propensos à obstrução do trato urinário e muitas vezes tem de ser tratadas por toda a vida. Atualmente existem rações que promovem a saúde do trato urinário.
  • infecções das vias aéreas superiores exigem dietas com aroma forte para suprir a diminuição do faro. Alimentos úmidos normalmente são mais aromáticos que os secos.

# Se for necessária mudança de alimentação, acostume o gato aos poucos.

  • é uma maneira de prevenir desarranjos intestinais provocados pela alteração de ingredientes.
  • misture a ração nova com a antiga. Vá aumentando gradativamente a quantidade da nova e diminuindo a da antiga.

veterinario gatos caxias - zuca# Mantenha sempre água fresca em vários bebedouros acessíveis ao gato. O ideal é oferecer água filtrada ou mineral, troque a água uma ou duas vezes ao dia. Fontes são uma ótima opção, pois simulam água corrente.

# Lave muito bem o comedouro e o bebedouro pelo menos uma vez por semana.

# Se o gato perder o apetite e deixar de comer por mais de três dias, procure imediatamente o veterinário.

  • embora às vezes esteja ligada a um comportamento exigente do animal, a perda do apetite pode ser provocada por algum distúrbio oculto.
  • a inanição pode levar a uma doença hepática com risco de morte.

LINKS RELACIONADOS:

# Comportamento Alimentar dos Gatos: https://blogfelino.wordpress.com/2012/02/05/comportamento-alimentar-dos-gatos/

# Rações, entenda as diferenças: https://blogfelino.wordpress.com/2012/09/17/racoes-entenda-as-diferencas/

# Dicas de Aliementação para Gatos: https://blogfelino.wordpress.com/2011/10/12/dicas-de-alimetacao/

COMO CUIDAR BEM DO SEU GATO – MORADIA

O BlogFelino inicia a exposição de uma série de dicas didáticas retiradas da série Resumão, abordando o tema “Como cuidar bem do seu gato”, por C. Pinney. 

Confira! http://www.bafisa.com.br – RESUMÃO

MORADIA – ESTILO DE VIDA

# Prepare-se para criar seu gato dentro de casa.

# Gatos que são mantidos fora de casa estão expostos a uma série de riscos:

veterinario gatos caxias 79

– traumas provocados por carros, brigas com cães ou disputas com outros gatos;

– aumento potencial de exposição a doenças infecciosas, como a Aids felina, transmitida pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV), e a leucemia felina (FeLV), ambos contraídos pelo convívio com outros gatos;

– aumento potencial de exposição a venenos e toxinas ambientais.

# Gatos que vivem fora de casa têm maior chance de contrair doenças que também são perigosas para seres humanos, como a Raiva e alguns tipos de parasitoses intestinais.

# Se você deixar seu gato sair de casa, é melhor que seja durante o dia, pois os maiores perigos ocorrem à noite.

# Gatos passam cerca de 16 horas dormindo, às vezes mais. E gostam de um lugar aconchegante, como uma cestinha, um cobertor ou sua cama. Se quiser evitar esse tipo de “companhia”, retire-o logo na primeira vez em que fizer isso, pois gatos criam hábitos muito rapidamente e têm dificuldade de abandoná-los.

# Gatos gostam de brincar, correr e passear pela casa à noite. Portanto, trate de brincar com ele durante o dia para ter sossego mais tarde.

LINKS RELACIONADOS:

# Gato de Apartamento: https://blogfelino.wordpress.com/2013/02/03/gato-de-apartamento/

SEQUESTRO DE CÓRNEA EM FELINOS

Por Michele Ross Vieira da Cunha, Médica Veterinária Oftalmologista. Atende na Clínica Veterinária Vila Animal, Caxias do Sul – RS. Fone (54) 3021.1571 / 3021.1572.

veterinario gatos caxias - michele

                           O sequestro de córnea é uma necrose do estroma que se apresenta na forma de uma mancha oval e escurecida, adquirindo pigmentação marrom, podendo crescer em diâmetro e profundidade.

                     O felino afetado apresenta lacrimejamento, desconforto ocular, olho vermelho, secreção muco purulenta e até úlcera de córnea. Essa doença é frequente em gatos afetados pelo herpesvírus felino.

                       O tratamento é cirúrgico e o procedimento tem menor chance de recidiva e maior taxa de sucesso quando realizado precocemente.

                            Fique atento nos olhos do seu gato, principalmente se ele for Persa ou Himalaia, que são as raças mais acometidas por essa afecção.