SAÚDE BUCAL DOS GATOS E CUIDADOS ESPECIAIS

Publicado por Purina Cat Chow Brasil, texto dos Médicos Veterinários Daniela Jungermann e Ricardo Augusto Pecora da Clínica Pet Fanáticos de São Bernardo do Campo.

MUITAS PESSOAS TEM DÚVIDAS SOBRE COMO CUIDAR DA SAÚDE BUCAL DOS FELINOS.

Os primeiros dentes dos gatinhos começam a nascer por volta da segunda semana de vida e a troca dos dentes de leite pelos permanentes começa a partir do quarto mês de idade e termina no sexto mês para a grande maioria deles. Porém, não é preciso esperar todo esse tempo para começar a praticar a higiene bucal do bichinho e, pelo contrário, devemos acostumá-los com a manipulação desde cedo, pois assim ficará mais fácil o processo de escovação dentária.

É FUNDAMENTAL PARA A MANUTENÇÃO DA SAÚDE ORAL A ESCOVAÇÃO DENTÁRIA, SE POSSÍVEL, DIÁRIA.

Nas primeiras vezes você pode enrolar uma gaze no dedo ou escovas de dedo para bebês e, suavemente, massagear a gengiva, bochecha e dentes. Quando o gatinho já estiver mais costumado deve substituir a gaze por uma escova dental com cerdas macias e de preferência com cabeça pequena. Use pasta de dente elaborada especialmente para a saúde bucal de cães e gatos para a escovação, porque os produtos desenvolvidos para os humanos podem ser tóxicos aos animais.

Como nós, eles também têm problemas orais (doenças periodontais e outras) como:

1.      Placa bacteriana é o acúmulo de restos de alimento nos dentes, mais comumente chamada de tártaro (que ao fermentarem liberam compostos com enxofre, o responsável pelo mau cheiro). É importante lembrar que não é a quantidade de tártaro que indica a gravidade da doença. Em qualquer grau, a doença periodontal deve ser tratada; o acúmulo de placa pode ser o responsável pelos demais problemas que podem ocorrer!

2.      Cárie é uma infecção que geralmente ocorre no colo do dente, junto à gengiva;

3.      Gengivite é a inflamação da gengiva, que fica vermelha e inchada;

4.      Estomatite é a doença ou inflamação que ocorre na cavidade bucal, por exemplo, as aftas;

5.      Exposição de raiz dentária, causada pelo acúmulo das placas bacterianas, que gera muita sensibilidade e dor.

Todos esses problemas podem causar, além do mau hálito, a perda de apetite, fraturas dentárias, perda dos dentes, até doenças mais sérias que podem comprometer órgãos vitais como o coração, os pulmões, o fígado e os rins.

Anualmente deve ser feita uma visita ao médico veterinário de confiança para avaliação da saúde bucal de seu gato. Mas se notar algum tipo de alteração nos dentes, gengiva ou qualquer outra parte da boca, seja na coloração, aumento do volume, sangramento ou mau hálito, você deve procurá-lo rapidamente. Só ele poderá avaliar corretamente o problema e indicar o melhor tratamento para seu gatinho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s